:Estatí­sticas: seleçío foi a que menos correu na primeira rodada

Estatí­sticas: seleçío foi a que menos correu na primeira rodada - TV Na Rua CornelioDigital Estatí­sticas: seleçío foi a que menos correu na primeira rodada - TVNaRua Cornelio Digital - Notícias, Eventos e Entretenimento
Estatí­sticas: seleçío foi a que menos correu na primeira rodada

Números oficiais da Fifa mostram desgaste físico alertado pela comissão técnica. Por conta disso, Dunga deve poupar titulares contra os EUA

Desde a apresentação em Teresópolis, a comissão técnica  alerta para o desgaste físico dos jogadores. Por isso, vem tentando controlar a carga de treinos para evitar que o cansaço atrapalhe a seleção. A estatística disponibilizada pela Fifa da primeira rodada da Copa das Confederações pode servir como um parâmetro deste receio. O Brasil foi o país que menos correu em campo entre os oito participantes da competição. Os 14 atletas que enfrentaram o Egito na última segunda-feira percorreram, juntos, 98.065 metros. O líder foi a Itália com 109.210 metros.

Para conseguir os números, a Fifa instala câmeras panorâmicas no topo dos estádios. Elas fazem um mapeamento do campo e enviam dados para dois computadores durante a partida. Um programa, então, calcula a quilometragem percorrida por cada jogador em campo.

Daniel Alves foi o jogador brasileiro que mais correu em campo contra o Egito segundo a estatística da Fifa. O lateral-direito, que curiosamente foi também o atleta da seleção que mais jogou na temporada europeia (59 vezes pelo Barcelona), percorreu 10.275 metros. Mas ele foi apenas o 18º entre todos os jogadores que entraram em campo. O americano Michael Bradley lidera a lista com 12.113 metros.

Além de Daniel Alves, outros três brasileiros correram mais que dez quilômetros na vitória sobre o Egito: Gilberto Silva (10.216m), Kaká (10.136m) e Felipe Melo (10.098m). Os jogadores da seleção brasileira estão tomando vitaminas e aminoácidos para diminuir o desgaste no metabolismo.

A preocupação com o desgaste físico é tão grande na seleção que os médicos José Luiz Runco e Serafim Borges foram chamados para explicar o trabalho feito com o grupo. Eles destacaram a importância dos jogadores descansarem entre uma partida e outra. Um dos métodos é examinar, a cada 48 horas, uma enzima do corpo em que é possível medir a fadiga muscular.

- Temos esses dados armazenados. Quando dá o pico na curva do desempenho, aconselhamos dar uma parada. Dá para ter a noção do momento para frear ou aumentar a carga - disse Serafim.

Distâncias percorridas na 1ª rodada da Copa das Confederações
País Metros
Italia 109.210
Nova Zelândia 107.975
Estados Unidos 105.240
Espanha 103.638
Iraque  102.665
África do Sul 102.304
Egito 98.684
Brasil 98.065

Dunga deve poupar alguns titulares para a partida contra os Estados Unidos nesta quinta-feira, às 11h (de Brasília), em Pretoria. O zagueiro Juan, que sofreu com lesões musculares durante a temporada, deve dar lugar a Luisão. Outro que pode ser poupado é Robinho.

- Era previsto que eu não jogasse alguma hora. Estava um tempo parado. Já sabia que possivelmente não poderia jogar todas as partidas. Atuei nos dois jogos das eliminatórias e o Dunga me deu liberdade de não enfrentar o Egito, mas eu não queria ficar fora logo na estreia. Agora vamos ver - disse Juan. 

A maioria dos convocados se apresentou à seleção brasileira após uma longa temporada na Europa. Devido ao cansaço dos atletas. Contando com a viagem dos atletas que atuam no Velho Continente para o Brasil, antes da apresentação, os jogadores enfrentaram seis voos em 15 dias. O time foi do Rio de Janeiro para Montevidéu, depois do Uruguai para Recife, da capital pernambucana para Joanesburgo, onde embarcou para Bloemfontein e retornou para Joanesburgo, sempre de avião. Além disso, ocorreu o desgaste das três partidas em dez dias e as dificuldades dos jogadores se adaptarem ao novo fuso horário na África do Sul (são cinco horas a mais em relação ao Brasil). 

Após a difícil vitória por 4 a 3 sobre o Egito, a estreia da Copa das Confederações, Robinho admitiu que a seleção está sentindo o cansaço.

- O time estava cansado. A gente tentava fazer uma jogada individual e não saia. Viemos de dois jogos dificeis nas eliminatórias, tiveram as viagens. Queríamos jogar melhor, mas lutamos e não faltou empenho de ninguém - disse.

O capitão Lucio disse que os jogadores tiveram dificuldades para dormir devido ao fuso horário.

- Nossa equipe está cansada. Conversei com vários jogadores, ninguém conseguiu dormir direito.

Visualizações 749
Fonte: Globo Esporte
Por: Antonio Delvair Zaneti
Data: 18/06/2009 12h08min

| 1 | 2 | 3 | 4 | próxima > última >>

Página 1 de 2403 página(s)

1
2
3
4
5
6
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21

| 1 | 2 | 3 | 4 | próxima > última >>

Página 1 de 2403 página(s)