:Tubarão bate o Jotinha por 2 a 1 e traz vantagem para o Café

Tubarão bate o Jotinha por 2 a 1 e traz vantagem para o Café - TV Na Rua CornelioDigital Tubarão bate o Jotinha por 2 a 1 e traz vantagem para o Café - TVNaRua Cornelio Digital - Notícias, Eventos e Entretenimento
Tubarão bate o Jotinha por 2 a 1 e traz vantagem para o Café

O Londrina manteve o embalo do fim da primeira fase e venceu o J.Malucelli por 2 a 1 na noite deste sábado (15) no Ecoestádio, em Curitiba. Com o resultado, o alviceleste tem a vantagem do empate na partida de volta, domingo (23) que vem no Estádio do Café, para avançar às semifinais e se garantir na Série D caso o Coritiba passe pelo Rio Branco.leia maisConfira como foi a partida lance a lance

Antes, no entanto, o Tubarão tem compromisso na quarta-feira (19) pela Copa do Brasil, diante do Criciúma no Café. Se passar pelo Jotinha, o Tubarão encara o vencedor do duelo entre Paraná e Atlético, que fazem a primeira partida neste domingo (16).

Ao final da partida, o técnico Cláudio Tencati valorizou a evolução da equipe na primeira partida do mata-mata. "Houve um encaixe, a equipe está começando a padronizar. Pode evoluir mais ainda, e acreditamos nisso".

O JOGO
Com maioria nas arquibancadas, o Londrina começou a partida dominando as ações em campo. Tencati manteve o esquema da partida contra o Coritiba, com Celsinho e Rone Dias responsáveis pela armação.

Logo aos dez minutos, a manutenção deu resultado. Rone Dias percebeu o goleiro Edvaldo adiantado e mandou um belo chute de cobertura, abrindo o placar no Ecoestádio.

Mesmo à frente do placar, o Londrina ficava mais tempo com a bola e quase ampliou aos 16. Celsinho desceu pela direita e tabelou com Arthur. O camisa dez cruzou na área mas Joel chegou tarde na bola.

Um minuto depois, o Jotinha "acordou " e respondeu. Bruno Batata carregou a bola e arriscou de fora da área, acertando a trave do goleiro Vitor.

O mesmo Bruno Batata começou a jogada que resultaria no gol de empate. Ele recebeu na entrada da área, tentou passar pela zaga alviceleste e cavou falta. Na cobrança, o lateral Tomas bateu por cima da barreira e deixou Vitor parado, observando a bola balançar as redes quando o relógio marcava 24 minutos da primeira etapa.

Depois do empate, a partida ficou equilibrada, e não perdeu em emoção. Aos 34, Joel recebeu em velocidade e invadiu a área. Cara a cara com o goleiro, ele pegou mal na bola e mandou para fora, levando ao desespero o banco de reservas do Tubarão.

Na volta para o segundo tempo, o Londrina passou a mandar na partida, mas esbarrava na falta de eficiência de Arthur na última bola.

Aos 15 minutos, Joel chamou a responsabilidade e fez a torcida esquecer o lance perdido no primeiro tempo. Após tabelar com Dirceu, o camaronês invadiu a área, limpou dois zagueiros e bateu cruzado, superando o goleiro Edvaldo.

Três minutos depois o Londrina teve a chance de ampliar em cobrança de falta na entrada da área. Celsinho tomou a iniciativa e mandou longe do gol.

Em busca do empate, o técnico Sandro Forner promoveu as entradas de Willian e Baiano, mas não conseguia efetividade nos lances de ataque. Nos minutos finais, Tencati resolveu fechar o Londrina e promoveu a entrada de Silvio no lugar de Rone Dias.

A alteração fez o time da casa sufocar o Tubarão no campo de ataque. Sem criatividade, o Jotinha abusava dos chutões e chuveirinhos na área, sem assustar o goleiro Vitor.

Recuado, o Londrina ainda teve duas oportunidades de sair no contra-ataque, mas desperdiçou com passes errados.

Com o apito final do árbitro Rodolpho Toski, os jogadores do Tubarão comemoraram a vantagem para o jogo de volta no estádio do Café. Vale lembrar que, de acordo com o regulamento do Estadual, gol fora de casa não é considerado critério de desempate.

Visualizações 736
Fonte: Bonde
Por: Antonio Delvair Zaneti
Data: 15/03/2014 21h59min

| 1 | 2 | 3 | 4 | próxima > última >>

Página 1 de 2403 página(s)

1
2
3
4
5
6
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21

| 1 | 2 | 3 | 4 | próxima > última >>

Página 1 de 2403 página(s)