:Com prisão de fazendeiro, polícia se aproxima de Lázaro Barbosa

Com prisão de fazendeiro, polícia se aproxima de Lázaro Barbosa - TV Na Rua CornelioDigital Com prisão de fazendeiro, polícia se aproxima de Lázaro Barbosa - TVNaRua Cornelio Digital - Notícias, Eventos e Entretenimento
Com prisão de fazendeiro, polícia se aproxima de Lázaro Barbosa

Com prisão de fazendeiro, polícia se aproxima de Lázaro Barbosa

A força-tarefa que busca pelo fugitivo prendeu, nesta quinta-feira (24/6), um fazendeiro e um caseiro que teriam ajudado a esconder o criminoso. Agora, as equipes tentam descobrir se a dupla teria participado da chacina contra a família Marques Vidal, em 9 de junho

Ana Isabel Mansur; Darcianne Diogo; Edis Henrique Peres; Luana Patriolino; Samara Schwingel

Policiais da força-tarefa que tenta encontrar Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, prenderam dois homens suspeitos de ajudar o acusado a fugir após o assassinato da família Marques Vidal, em Ceilândia Norte. Em entrevista coletiva na noite de ontem, o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Rocha Miranda, declarou que seria impossível o criminoso agir sozinho por tanto tempo. “Abrimos uma nova linha de investigação porque, na nossa cabeça, não era possível um sujeito desse ter essa habilidade toda sem apoio. Temos desconfiado disso desde do início”, afirmou. O chefe da pasta não se pronunciava sobre o caso havia seis dias.

As equipes encontram a dupla em uma região de chácaras, no distrito de Girassol, em Cocalzinho (GO). Eles foram identificados como Elmi Caetano Evangelista e Alain Reis de Santana — um fazendeiro e um caseiro, respectivamente. Elmi teria desobedecido uma ordem de parada, após uma abordagem. Após a perseguição, policiais penais da Diretoria de Operações Penitenciárias (Dpoe) do Distrito Federal conseguiram pará-lo.

Além de ajudar Lázaro a fugir das forças policiais, eles teriam escondido o criminoso em uma casa, segundo a polícia. “Estamos (trabalhando) em uma área bem menor do que no início, e temos a expectativa de que ele esteja em algum dos pontos (monitorados). Vamos ficar lá (na área) até ele sair”, reforçou o secretário. “Nós fechamos o perímetro. A probabilidade de ele ter saído é muito pequena. Mas uma das pessoas presas tentou tirá-lo do cerco.”

Ainda não se sabe qual a relação entre Lázaro e os comparsas nem se a dupla atuou na chacina na Fazenda Vidal, em 9 de junho. As investigações acreditam que o criminoso ainda está no cerco da polícia. O secretário afirmou que há provas “contundentes” da relação dos três. O que se sabe, por enquanto, é que Lázaro teria trabalhado em uma fazenda de Elmi. Um deles estava, inclusive, com uma arma roubada por Lázaro em Cocalzinho (GO).

Nesta quinta-feira (24/6) de manhã, as polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar de Goiás (PMGO) montaram bloqueios ao longo da BR-070. Entre Águas Lindas (GO) e Girassol, todos os veículos foram parados e vistoriados em, ao menos, dois pontos de retenção. À tarde e à noite, uma estrada de terra na região de chácaras de Luminosa, em Girassol, ficou fechada. Os moradores teriam visto um homem rondar por uma propriedade rural, na altura do Km 19 da BR-070.

A movimentação das equipes das forças de segurança ocorreu de maneira intensa diante dos novos indícios sobre o paradeiro de Lázaro. Cerca de 30 carros da polícia rondaram propriedades da região, além de veículos descaracterizados. O secretário de Segurança Pública de Goiás e o comando-geral da operação participaram das buscas, concentradas em uma área com raio de 10km. Apesar da quantidade de chácaras desabitadas por causa do medo dos moradores, existe a possibilidade de que o criminoso apareça e faça novos reféns.

Ponto a ponto: Prisão de suspeitos em Cocalzinho (GO)

Facilitação de fuga
Após a prisão, os dois homens suspeitos de ajudar Lázaro Barbosa foram levados à Central de Flagrantes de Águas Lindas (GO). Eles serão autuados por porte ilegal de armas e por facilitação de fuga. Agora, a polícia apura qual a relação da dupla com o foragido, onde eles moravam e se participaram do assassinato da família Marques Vidal, entre 9 e 12 de junho, em Ceilândia Norte.

Histórico
A Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) confirma que os dois homens detidos e Lázaro participaram de outros crimes juntos. “Temos indícios e provas contundentes que serão colocadas para a Justiça”, afirmou o secretário da pasta, Rodney Miranda. Além deles, mais pessoas podem ter envolvimento com a fuga de Lázaro. “Estamos a cada dia mais próximos dele e dessa rede criminosa que apoia absurdamente esse sujeito”, completou.

Armas
Com a dupla, os policiais encontraram espingardas e munição. Uma das armas teria sido usada por Lázaro durante a invasão a uma chácara, nos últimos dias. “(É) uma garrucha calibre 22, com 50 balas. Ele (o fugitivo) foi visto em algumas propriedades com essas armas na mão”, disse o secretário Rodney Miranda.

Exército
O secretário de Segurança Pública de Goiás negou que pretenda chamar o Exército Brasileiro para ajudar nas buscas. “Ele (ministro da Defesa, Walter Braga Netto) colocou um equipamento à disposição que seria como um apoio do Exército, mas avaliamos se há ou não necessidade. Isso não é assunto do Exército. Não é atribuição constitucional dele, mas das forças de segurança estaduais e federais, que estão fazendo o papel delas”, afirmou Rodney Miranda.

Testemunhas
Ontem, Lázaro Barbosa teria sido visto de longe por testemunhas, em uma chácara. Depois de interrogar a dupla de suspeitos detidos, a polícia confirmou que se tratava do foragido. “Uma pessoa viu um vulto e, na entrevista que fizemos com os dois autuados, eles confirmaram que Lázaro havia passado as duas últimas noites lá (na chácara)”, afirmou o chefe da SSP-GO.

Cerco restrito
A polícia mapeou e delimitou áreas em que Lázaro pode estar. Há indícios de que o criminoso não saiu do perímetro monitorado pela força-tarefa. “Ele andava sempre pelos canais (aquáticos), dificultando nossos trabalhos. Não temos informações sobre como está o visual dele, mas temos um indicativo forte sobre onde ele pode estar. Vamos virar todas as noites que precisarmos até prendê-lo”, reforçou Rodney Miranda. “Pode ser que ele tenha furado o perímetro. Mas a probabilidade é muito pequena”, acrescentou.

''

Visualizações 292
Fonte: CB
Por: Redao
Data: 25/06/2021 12h05min

Hospital do Câncer de Londrina


CONTATO
contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893



TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014