:Descaso! Ponte detonada é um perigo no Mister Thomas

Descaso! Ponte detonada é um perigo no Mister Thomas - Cornelio Digital.com - O Portal da Família


Descaso! Ponte detonada é um perigo no Mister Thomas

Um caminho "alternativo" através de uma ponte, que dá acesso os conjuntos Mister Thomas e Jesualdo Garcia, está capengando. O local é usado de forma frequente para quem precisa se deslocar até bairros vizinhos. Para chegar até ela, é preciso percorrer alguns metros de estrada de chão e atravessar outros pela ponte de concreto, que a população chama carinhosamente de "pinguela", lembrando as pontes improvisadas com troncos de madeira.

A reportagem foi até o local em um dia de chuva e não teve coragem de atravessar, mesmo em um trecho curtinho. As grades laterais, que seriam para proteger os usuários, foram derrubadas pelas fortes chuvas de 2016 e o barro deixa a ponte escorregadia. Mas tem gente que dá aquele jeitinho. A justificativa do povo é que para chegar até o acesso "oficial" ao Mister Thomas e Jesualdo Garcia, têm que percorrer no mínimo 500 metros, da Rua Ortigueira até a rua João Munhoz Moreno. Por isso, preferem cortar caminho e atravessar pela ponte velha.

"Uso todo dia para ir e voltar do trabalho, seja a pé ou de bicicleta. "Se fosse dar a volta e passar pela outra ponte, gastaria uns 10 minutos a mais. Aqui é só descer e já estou em casa. Essa rua aqui não tem fim (aponta para a Rua Ortigueira). Mas criança mesmo não desce sozinha. Na chuva a gente suja o sapato de barro, mas é o jeito", disse Luiz Gustavo Modenuti, que mora no Mister Thomas.

O marceneiro Jair Rogério de Souza, também morador do Mister Thomas, destacou a utilidade da ponte, que chama de "pinguela". "É bem útil nesse sentido (de cortar caminho), principalmente para quem sobe vindo da Avenida das Maritacas, por exemplo, para ir até a escola (Municipal Pedro Vergara Corrêa), que é bem na saída da ponte. Como a lateral já foi destruída pela chuva, gera esse medo. Se cai muita água, não dá para passar porque o barranco fica muito escorregadio. Se escurece, fica mais perigoso. Já aconteceu de atacarem gente aqui, mas hoje isso não acontece mais", garante.

O presidente da Associação do bairro, Maykon Delfino Faria, disse que o pedido de reforma é antigo. "A reivindicação é de 15, 20 anos. Eu estou envolvido há pouco tempo no comando da Associação (quatro anos), mas como morador sempre acompanhei a situação. Só veio alguém na gestão do Barbosa Neto. Em outras gestões já foram mostrados mapas que apontavam a ponte reformada. Porém não fizeram nada. O discurso é sempre de que ‘vai fazer mais para frente porque não tem espaço no orçamento daquele ano’ e muda prefeito, muda secretário de Obras. Um joga para o outro e continua do mesmo jeito", lamenta.

Contatado pela reportagem, o secretário de Obras, João Verçosa, informou que recebeu as fotos enviadas pela reportagem e que "a situação foi passada para um engenheiro da Secretaria de Obras, que vai avaliar a situação de ponte, fazer uma vistoria e emitir um laudo técnico do local, para ter conhecimento da situação e analisar se é passível de reforma".

Edson Neves -  Para passar pela ponte, o sujeito precisa ser bastante corajoso

Visualizações 117
Fonte: Nosso Dia
Por: RedašŃo
Data: 18/06/2018 12h03min

JG FreiosSampei Cozinha ChinesaNoemi LanchesProdutos AlcobaçaBrasilnet Hospital do Câncer de Londrina
CONTATO

contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893
TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014