:Após frustraço no Santos, Tcheco volta à Vila com orgulho da virada na carreira

Após frustraço no Santos, Tcheco volta à Vila com orgulho da virada na carreira - Cornelio Digital.com - O Portal da Família


Após frustraço no Santos, Tcheco volta à Vila com orgulho da virada na carreira

Em 2005, meia decepcionou jogando pelo Peixe, mas retorna ao estádio depois de fazer muito sucesso do Grêmio e de estar crescendo no Timão

Em pouco mais de dois meses no Corinthians, Tcheco já foi do céu ao inferno no gosto da torcida. Vaiado nos primeiros jogos, o homem de confiança do técnico Mano Menezes começou a reagir depois de algumas boas atuações, principalmente na estreia na Taça Libertadores. Mas, neste domingo, o meio-campista voltará a um local em que não tem saudades: a Vila Belmiro, no clássico contra o Santos, às 17h, pelo Campeonato Paulista.

Curiosamente, o armador havia sido contratado pelo Peixe em 2005 para ser um dos líderes da equipe na competição sul-americana. Entrentanto, vários problemas físicos e uma sequência de exibições ruins encurtaram a passagem dele pelo Peixe, voltando ao Al-Ittihad, da Arábia Saudita, antes mesmo de seu contrato de empréstimo acabar.

- Tive uma contusão na perna direita e depois uma pneumonia. O clube havia me liberado por um período só e não consegui ter um êxito como nas outras equipes. Mas não fica mágoa em relação a minha passagem. Fica a frustração por não ter conseguido um objetivo - afirmou.

Tcheco, agora aos 33 anos, comemora a virada que deu na carreira depois do fraco desempenho na Vila Belmiro. A partir de 2006, no Grêmio, o meio-campista viveu o grande momento como jogador, quando foi o "cérebro" da equipe dirigida por Mano Menezes que ficou com o segundo lugar na Libertadores de 2007, perdendo para o Boca Juniors-ARG na decisão.

 - O que me enche de orgulho é que consegui dar a volta por cima depois daquela frustração. Dois anos depois de sair, enfrentamos o Santos e o eliminamos nas semifinais. Tenho orgulho por estar jogando em uma grande equipe e poder voltar à Vila por um grande time - acrescentou.

Apesar de algumas críticas no início do Paulistão, Tcheco lidera o ranking das assistências do Corinthians na temporada. Até agora, foram quatro, (três no Estadual e uma na Libertadores). O primeiro gol, contudo, ainda não saiu, mas não é motivo para preocupar o meia.

- Acho que as federações deveriam criar alguma premiação porque dar uma assistência é como fazer um gol. Por coincidência, o único clube que joguei e não fiz gol foi o Santos, mas isso não me tira o sono. O meu vai sair nos próximos jogos - completou.

Visualizações 859
Fonte: Globo Esporte
Por: Antonio Delvair Zaneti
Data: 28/02/2010 11h25min


    

JG FreiosSampei Cozinha ChinesaNoemi LanchesProdutos AlcobaçaBrasilnet Hospital do Câncer de Londrina
CONTATO

contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893
TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014