:Voluntário interrompe entrevista de diretor da Vale e diz que empresa é criminosa

Voluntário interrompe entrevista de diretor da Vale e diz que empresa é criminosa - Cornelio Digital.com - O Portal da Família
Dinheiro será compensação pela queda de arrecadação de impostos; Luciano Siani foi interrompido por homem que levava cachorro resgatado da lama.

Voluntário interrompe entrevista de diretor da Vale e diz que empresa é criminosa

Luciano Siani diz que Vale montou hospital de campanha para resgate de fauna

O diretor-executivo de Finanças e Relações com Investidores da Vale, Luciano Siani, convocou a imprensa, no fim da tarde desta quinta (31), para dizer que a mineradora deve repassar R$ 80 milhões a Brumadinho ao longo de dois anos, como forma de compensar os impostos que deixam de ser arrecadados. Quase no fim da fala, foi interrompido por um homem, carregando um cachorro nos braços, que gritou: "A Vale é criminosa".

O homem não foi identificado. Sabe-se que é voluntário e veio de São Paulo trazendo doações. O cachorro que carregava, segundo ele mesmo anunciou, foi resgatado com vida após o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, ocorrida na última sexta-feira (25).

Siani informou ter participado de uma reunião com prefeito, durante a qual foi discutida a situação do município - foi citada a dificuldade de deslocamento na cidade por causa de bairros que estão isolados. E revelou que estão traçando um cronograma de repasses de recursos financeiros para Brumadinho, diante dos prejuízos que a cidade terá.

Além disso, disse o dirigente, estão fazendo uma estimativa das perdas mensais. Esses valores devem ser repassados pra prefeitura. A Vale trabalha com a estimativa de repassar R$ 80 milhões para Brumadinho, mensalmente, pelos dois próximos anos. Valores que estão sendo tratados como doações, e não como indenizações. Siani informou, ainda, que equipes de psicologia do Hospital Albert Einstein, de São Paulo, estão seguindo para Brumadinho pra atuar com as vítimas .

Água dos rios

A Vale, avisou o dirigente, esta instalando barreiras de contenção nos rios próximos à região. A preocupação da empresa, disse o dirigente, é com Pará de Minas. Estão trabalhando com equipes que atuaram no desastre de Mariana pra construção de diques pra garantir o abastecimento de água à população. E também está havendo um acompanhamento do resgate de animais atingidos pelos rejeitos.

Visualizações 118
Fonte: Por G1 Minas — Brumadinho
Por: Redação
Data: 01/02/2019 00h49min

JG FreiosSampei Cozinha ChinesaNoemi LanchesProdutos AlcobaçaBrasilnet Hospital do Câncer de Londrina
CONTATO

contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893
TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014