:Prefeito corta auxílio alimentação de aposentados; classe ameaça processar a prefeitura de Cornélio Procópio

Prefeito corta auxílio alimentação de aposentados; classe ameaça processar a prefeitura de Cornélio Procópio - Cornelio Digital.com - O Portal da Família


Prefeito corta auxílio alimentação de aposentados; classe ameaça processar a prefeitura de Cornélio Procópio

O projeto de lei foi aprovado pelos vereadores da bancada do prefeito com dois votos contrários, Raphael Sampaio e Fernando Pepes (PMDB), poderá render ação milionária contra o contribuinte procopense.

Mês passado, (maio) o prefeito Amin Hannouche enviou à Câmara municipal, o projeto de lei nº 378/2019 que acabou com o auxílio alimentação para os aposentados inativos da prefeitura de Cornélio Procópio.

De acordo com os vereadores de oposição, nos últimos cinco anos, os servidores municipais não tiveram reajuste em seus salários, visto que somente foi aumentado o auxílio alimentação. “Votamos contra, pois os aposentaods inativos, ao terem o auxílio alimentação cortado, foram duplamente prejudicados. Primeiro porque não tiveram reajuste nos últimos cinco anos, o que acarretou uma enorme perda salarial e depois, porque foi cortada uma verba que tem grande impacto no orçamento dessas pessoas.” Explicou Raphael.

Ocorre que, alguns inativos percebem salários em torno de R$ 1 mil, somado ao auxílio alimentação, seus ganhos chegavam a aproximadamente R$ 1.850. O corte significa uma subtração de quase 40% da sua renda mensal, o que para a categoria, trata-se de um verdadeiro desastre no orçamento familiar.

“São pessoas de idade avançada e que, devido à dificuldade de se recolocarem no mercado de trabalho, dificilmente conseguirão repor essa perda. Sem contar gastos com tratamentos médicos e medicamentos, o que aumenta a preocupação.” Explicou Fernando Pepes.

Após a aprovação na Câmara, os inativos tentaram em vão convencer o Prefeito e seus assessores para evitar o corte do auxílio. De acordo a prefeitura, esse auxílio alimentação não poderia estar sendo pago por conta de uma Súmula do Superior Tribunal de Justiça, que veda o pagamento do auxílio alimentação para os inativos.

No entanto, segundo os inativos, no passado isso já havia sido solucionado quando mudaram o auxílio alimentação para abono. Apesar disso, os inativos que são em torno de aproximadamente 50 pessoas, não conseguiram impedir o corte e agora pretendem ir à Justiça para recuperar as perdas dos últimos anos e tentar restabelecer o auxílio alimentação.

Visualizações 41
Fonte: Odair Matias
Por: Redação
Data: 11/06/2019 17h25min


    

JG FreiosSampei Cozinha ChinesaNoemi LanchesProdutos AlcobaçaBrasilnet Hospital do Câncer de Londrina
CONTATO

contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893
TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014