: Hospital Regional de Cornélio terá licitação para término de obras

Hospital Regional de Cornélio terá licitação para término de obras - Cornélio Digital - O Portal de Cornélio Procópio e Região
 Hospital Regional de Cornélio terá licitação para término de obras

Estimada em R$ 11.400 milhões, metade da obra já está concluída; hospital deve atender pacientes de 20 municípios da Amunop

Paralisada há quase três anos, a conclusão das obras do Hospital Regional de Cornélio Procópio ganhou um novo capítulo graças à liberação de recursos da Caixa Econômica Federal. Assim, a partir de agora, a Prefeitura está autorizada a abrir uma nova licitação para finalizar a construção do prédio. A interrupção do trabalho, em julho de 2015, se deu por causa de uma suspensão feita pela Justiça na gestão passada e o contrato com a empreiteira foi rompido.

 Estimada em R$ 11.400 milhões, metade da obra já está concluída e, de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, a expectativa é de que serão atendidos 20 municípios da Amunop (Associação dos Municípios do Norte do Paraná), abrangendo uma população de quase 300 mil habitantes. "A previsão é que a obra gere 500 empregos diretos e indiretos", informou também a assessoria. Acerca dos serviços, ainda não estão definidos os atendimentos, mas os casos de baixa complexidade estão garantidos.

A boa nova foi recebida com motivação pela atual administração municipal que considera a notícia muito positiva para a população procopense e da região. O Hospital Regional Pioneiro Amin Hannouche irá funcionar nas proximidades do Conjunto Habitacional Martha Dequech, na BR-160, saída para Londrina. Ao todo, a unidade contará com uma área construída de 7,6 mil metros quadrados, contendo três blocos, com três centros cirúrgicos de média complexidade e 140 leitos. "Lutamos muito para que esta obra fosse relicitada e concluída. Vencemos as questões judiciais e as barreiras econômicas e agora podemos fazer uma chamamento para que empresas possa participar de uma nova licitação", explicou o prefeito Amin Hannouche. A previsão é de que a unidade seja entregue dois anos depois de reiniciado.

De acordo com a diretora de licitação da prefeitura de Cornélio Procópio, Meury Marques, há questões burocráticas internas a serem resolvidas. "Eu ainda não recebi o projeto. Isso deve acontecer até amanhã, quarta-feira (28). Então será dado início ao processo. Fazemos a publicação de aviso de edital no Diário Oficial da União, em jornais de grande circulação regional e no Tribunal de Contas. A partir daí, o processo licitatório está aberto de fato. Podem participar empresas de engenharia com capacidade técnica", explicou.

Walkiria Vieira
Grupo FOLHA


Aqui

Visualizações 485
Fonte: Grupo Folha
Por: Redao
Data: 29/03/2018 11h45min


« anterior [1]  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32  33  34  35  36  37  38  39  40  41  42  43  44  45  46  47  48  49  50  51  52  53  54  55  56  57  58  59  60  61  62  63  64  65  66  67  68  69  70  71  72  73  74  75  76  77  78  79  80  81  82  83  84  85  86  87  88  89  90  91  92  93  94  95  96  97  98  99  100  101  102  103  104  105  106  107  108  109  110  111  112  113  114  115  116  117  118  119  120  121  122  123  124  125  126  127  128  129  130  131  132  133  134  135  136  137  138  139  140  141 próximo »


Hospital do Câncer de Londrina


CONTATO
contato@nossoclick.com
antonio.zaneti@gmail.com
(43)99920-1893



TV Na Rua / CornelioDigtal / BandDigital- 2007 - 2014